Image for post
Image for post

Provavelmente era uma noite de outubro. Estava escuro e certamente desconfortável. Talvez frio. No local, predomina o cheiro de animais. Era extremamente humilde. Mas, Deus estava lá. Uma jovem deu à luz um menino: nosso Salvador. O Príncipe da Paz.

Veio porque dEle estávamos longe. Veio e nos mostrou o caminho para a Ele voltarmos. Caminho que passa pela fé, arrependimento e perdão; e temos a esperança certa de salvação.

Nós que amor demonstramos uns aos outros e esquecemos o verdadeiro significado do seu nascimento. Montamos e admiramos presépios estáticos ao mesmo tempo que fingimos não perceber os presépios vivos, clamando por justiça, jogados nas calçadas, hospitais, asilos e orfanatos. Tudo vai contra o que Ele nos ensinou. Afirmamos celebrar Jesus, mas, na realidade, saciamos nosso consumismo e ganância. …

Il principio di laicità dello Stato è una diretta conseguenza dell’affermazione del costituzionalismo liberale e si collega strettamente a una tutela più forte della libertà confessionale, poiché trae origine dai processi di secolarizzazione e comporta, da un lato, una netta separazione tra la sfera politica e religiosa e, dall’altro, il definitivo abbandono del c.d. giurisdizionalismo (di cui era espressione il principio “cuius regio, eius et religio”). L’Italia nasce dichiaratamente laica e il suo programma nei confronti della fede è ben sintetizzato dalla celebre frase del conte de Cavour Camillo Benso: “Libera Chiesa in libero Stato”. …

O cristão vive não em si mesmo, mas em Cristo e no próximo. De outro modo, ele não será um cristão”. (Martinho Lutero)

Para a Reformationstag (dia da Reforma Protestante) apresento duas obras de Martinho Lutero escritas em 1520:

An den christlichen Adel deutscher Nation” (À Nobreza Cristã da Nação Alemã), publicada em língua vernácula e não em latim, chamada de um “grito do coração do povo” e “um sopro na trombeta da guerra”, em que define pela primeira vez suas doutrinas centrais ao sacerdócio de todos os crentes e dos dois reinos.

De Captivitate Babilonica Ecclesia” (Do Cativeiro Babilônico da Igreja), que refere-se a um tratado teológico e, como tal, foi publicado em latim e depois traduzido para o alemão. No decorrer do texto examina os sete sacramentos da Igreja Romana à luz da interpretação bíblica.

Image for post
Image for post
Os livros “An den christlichen Adel deutscher Nation” e “De Captivitate Babilonica Ecclesia” de 1520.

Uma das edições mais conhecidas da Biblia Germanica (Lutherbibel) é a de 1545; uma honra tê-la em minha biblioteca. Um verdadeiro tesouro, de encher os olhos a qualquer teólogo. Trata-se da última edição corrigida publicada durante a vida de Martinho Lutero, e por isso em alemão é chamada de “Ausgabe letzter Hand” (a última versão de uma obra editada e monitorada pelo próprio autor). Como o nome sugere, remonta à tradução iniciada pelo Novo Testamento e realizada em apenas 11 semanas, quando disfarçado de cavaleiro “Junker Jörg” se refugiou no castelo de Wartburg (1521–1522). Havia outras traduções em vernáculo em sua época, mas a de Lutero superou em qualidade, pois remonta aos originais, grego e hebraico, e não derivada da Bíblia latina, a vulgata editio. Portanto, recebeu um “status canônico”, ou seja, apenas este texto foi impresso inalterado por séculos. A primeira publicação ocorre em setembro de 1522, e então começa o Antigo Testamento. Em 1534, toda a Escritura é divulgada. …

“Nós lhes anunciamos as boas novas: o que Deus prometeu a nossos antepassados ele cumpriu para nós, seus filhos, ressuscitando Jesus, como está escrito no Salmo segundo: ‘Tu és meu filho; eu hoje te gerei’ […]” (Atos 13:32–33)

O autor de Atos dos Apóstolos, atribuídos a Lucas, o Evangelista, afirma que o Messias é aquele em quem todas as promessas pactuais de Deus encontram cumprimento. A Páscoa, “Pessach” em hebraico, ocupa um lugar central nas Escrituras. No Antigo Testamento, ensina a libertação do povo de Israel do terrível cativeiro do Egito. …

Em 4 de março, o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte assinou um decreto que prevê medidas urgentes em relação à contenção e gerenciamento da emergência do COVID-19, válida em todo o país. O contágio do vírus no país atingiu, em pouco tempo, um número superior a 74 mil pessoas e, então, foram transcritos decretos e regulações relativas à restrição de movimentação e evitar a disseminação do vírus.

Image for post
Image for post
O COVID-19.

As medidas cruciais para o controle de uma epidemia, na ausência de medicamentos eficazes e de uma vacina, como no caso do corona vírus, são constituídas principalmente pelo isolamento dos indivíduos confirmados ou suspeitos e pela identificação de todos os seus contatos. A importância de encontrar o chamado paciente zero no início de um surto reside precisamente nisso: ser capaz de reconstruir todo o seu histórico de conexões, para poder isolá-los e conter a propagação do vírus. Em qualquer caso, no entanto, quanto mais se prossegue, menos importante será identificar o paciente (ou os pacientes) zero. Portanto, é correto se concentrar em como bloquear a cadeia de transmissões, pois agora é tarde demais. …

“Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito, para que Cristo habite no coração de vocês mediante a fé; e oro para que, estando arraigados e alicerçados em amor, vocês possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade,e e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus”. (Efésios 3:16–19)

A Epístola aos Efésios é uma das cartas de Paulo, que segundo a tradição cristã, foi escrita durante sua prisão em Roma por volta do ano 62. …

In genere, gli insegnanti di storia nelle scuole italiane spiegano che sono stati gli inglesi e gli americani a liberare l’Italia dal l’occupazione nazifascista. Tuttavia, vi è anche un’altra nazione di grande importanza nella liberazione del nostro paese: il Brasile.

Seppur all’epoca governato da un regime dittatoriale che guardava con favore al modello fascista (il Nuovo Stato Getulista) dei paesi dell’Asse (Germania, Italia e Giappone), il Brasile ha partecipato alla Seconda Guerra Mondiale con i paesi Alleati (Francia, Inghilterra e Unione Sovietica).

Nel febbraio 1942, gli eserciti tedeschi e italiani iniziarono attacchi sottomarini a navi brasiliane nell’Oceano Atlantico come rappresaglia per via dell’adesione del Brasile alla Carta Atlantica. …

Il 10 luglio 1943, le truppe alleate sbarcarono in Sicilia, iniziando i combattimenti della seconda guerra mondiale sul continente europeo. La decisione per un attacco alla Sicilia fu presa nel gennaio 1943 alla Conferenza di Casablanca. Incoraggiati dai loro successi contro le truppe di Hitler nel Nord Africa, gli alleati guidati dal presidente americano Franklin Delano Roosevelt e dal primo ministro britannico Winston Churchill, decisero allora di spostare il fronte di battaglia.

Il governo brasiliano fu sottoposto a forti pressioni da parte di Roosevelt per consentire alle truppe statunitensi utilizzare porti e aeroporti nel nord-nordest del Brasile, considerati fondamentali alla difesa del continente. L’allora presidente brasiliano, Getúlio Vargas, approvò la proposta del suo Ministro della Guerra, il generale Eurico Gaspar Dutra, suggerendo la creazione della FEB, Força Expedicionária Brasileira (Forza di Spedizione Brasiliana). Il simbolo adottato dal gruppo, uno scudo con il disegno centralizzato di un serpente che fuma la pipa, fu concepito come una provocazione ai paesi dell’Asse che, all'epoca, sostenevano che sarebbe stato più facile per un serpente fumare che per il Brasile entrare in guerra. …

È innegabile che la cultura brasiliana è stata influenzata dai tanti immigrati che scelsero il paese come dimora. Nel corso della storia si sono creati grandi legami con altre nazioni, alcune come l’Italia, principalmente a causa del contesto storico-culturale in comune. Oggi, possiamo perfino chiamarle sorelle.

Quello che pochi sanno è che il Brasile ebbe persino un’imperatrice italiana: Teresa Cristina di Borbone-Due Sicilie. Moglie dell’imperatore D. Pietro II e consorte dell’impero brasiliano dal 1843 fino al colpo repubblicano nel 1889 ed era nota come la “Madre dei Brasiliani”. …

About

Guilherme Balista

Baptist pastor, theologian, journalist and translator Italo-Brazilian. info@guilhermebalista.com

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store