Provavelmente era uma noite de outubro. Estava escuro e certamente desconfortável. Talvez frio. No local, predomina o cheiro de animais. Era extremamente humilde. Mas, Deus estava lá. Uma jovem deu à luz um menino: nosso Salvador. O Príncipe da Paz.

Veio porque dEle estávamos longe. Veio e nos mostrou o caminho para a Ele voltarmos. Caminho que passa pela fé, arrependimento e perdão; e temos a esperança certa de salvação.

Nós que amor demonstramos uns aos outros e esquecemos o verdadeiro significado do seu nascimento. Montamos e admiramos presépios estáticos ao mesmo tempo que fingimos não perceber os presépios vivos, clamando por justiça, jogados nas calçadas, hospitais, asilos e orfanatos. Tudo vai contra o que Ele nos ensinou. Afirmamos celebrar Jesus, mas, na realidade, saciamos nosso consumismo e ganância. O espírito natalino da mídia e do mercado é falso.

Feliz Natal aos famintos e com frio. Feliz Natal à mãe maltratada e ao pai desesperado por um emprego. Feliz Natal à criança abandonada e ao violado. Feliz Natal aos sem-teto e ao idoso esquecido. Feliz Natal também aos que escutam os ensinamentos do Mestre e não os praticam, que um dia se acordem. Feliz Natal para aqueles que ainda não entendem que o Espírito do Natal de Jesus é todos os dias, para a vida toda.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store